Archive Page 2

24
nov
09

Novo livro sobre APO (avaliação pós-ocupação)

 Interessados e pesquisadores da área de avaliação de desempenho do ambiente construído, não deixem de acessar o livro digital Observando a Qualidade do Lugar: procedimentos para a avaliação pós-ocupação.

Os autores são professores doutores da UFRJ (Paulo Afonso Rheingantz, Giselle Arteiro Azevedo, Alice Brasileiro, Denise de Alcantara, Mônica Queiroz), pesquisadores do grupo ProLUGAR, que vem desenvolvendo pesquisa na área de APO há décadas.

O livro é uma compilação das experiências de pesquisa do grupo e apresenta métodos e instrumentos de APO detalhadamente, com diversas exemplificações. Extremamente útil para a pesquisa na área da arquitetura e urbanismo, vale à pena conferir!

15
out
09

Ecologia profunda

Repensando o conceito de ecologia, atribuindo novo significado à relação entre o homem e a natureza… assista ao vídeo apresentado por Satish Kumar e reflita…

07
out
09

Retrofit e Sustentabilidade

O conceito de retrofit está ligado à modernização de estruturas edificadas e atualmente tem sido aplicado levando em conta as demandas de sustentabilidade em relação aos espaços construídos.

Através do retrofit se busca a adequação das necessidades do local às funções, mantendo as características formais da edificação, preservando assim seu valor histórico e cultural.

O Retrofit trabalha o conceito de sustentabilidade na medida em que busca preservar os elementos que caracterizam a edificação (ao invés de simplesmente descartá-los), sendo modificadas características que melhorem o desempenho energéticos, aumentem sua eficiência funcional e valorizem sua estética.

Para identificar o que precisa ser modificado na edificação pode-se utilizar a metodologia APO – Avaliação Pós-Ocupação, através da qual se elabora o diagnóstico de desempenho dos espaços construídos e indica-se diretrizes a serem adotadas nas ações de retrofit ou novos projetos.

Veja alguns exemplos de retrofit na reportagem de André Trigueiro para o programa Cidades e Soluções da Globo News:

04
set
09

experiência e cognição no lugar de trabalho

dissertacaoEsta dissertação busca aprofundar o entendimento da relação homem x ambiente no lugar de trabalho, a partir da abordagem atuacionista da cognição humana, a fim de identificar os elementos que proporcionam bem-estar aos usuários e conferem qualidade ao ambiente de trabalho. A partir do problema que direciona esta investigação – a incorporação do “olhar cognitivo” contribui efetivamente para a compreensão da qualidade do lugar de trabalho? – a pesquisa procura relacionar a cognição e a Avaliação Pós-Ocupação (APO) de ambientes de escritório, através da abordagem da Observação Incorporada – fundamentada no atuacionismo e na objetividade entre parêntesis – onde a experiência vivenciada pelo pesquisador e demais usuários no e sobre o ambiente é instrumento e objeto de pesquisa, tendo como base um conjunto de atributos de desempenho do ambiente construído. Como estudo de caso, foi realizada a APO de uma empresa do ramo de educação executiva, em operação na cidade de São Paulo. Continue lendo ‘experiência e cognição no lugar de trabalho’

12
ago
09

Relação Homem-Ambiente

evolucao-do-homem-com-a-comidaO homem se distingue dos demais animais pelo fato de ter desenvolvido prolongamentos de seu organismo: cérebro-computador, voz-telefone, pernas-rodas; a linguagem prolonga a experiência do tempo e espaço, e a escrita prolonga a linguagem. Segundo o antropólogo Weston La Barre, o homem transferiu a evolução de seu corpo aos seus prolongamentos e assim acelerou o processo evolutivo.

Podemos ver o homem como um organismo que elaborou e especializou seus prolongamentos a tal ponto que estes tomaram o comando e estão substituindo rapidamente a natureza. Ou seja, o homem criou uma nova dimensão, a dimensão cultural. A relação entre o homem e a dimensão cultural é tal que tanto o homem quanto seu meio ambiente participam de um modelamento mútuo.

O homem está agora em condições de criar realmente todo o mundo em que pretende viver, o que os biólogos chamam de biotopo. E ao criar esse mundo, está determinando a classe de organismo que será. Num sentido mais amplo, isso significa que nossas cidades estão criando tipos diferentes de pessoas.

Reflexões a partir do livro “A Dimensão Oculta” (Edward Hall)

03
ago
09

Ambiente físico como diferencial estratégico para os negócios

flw_Larkin_interiorA humanização do ambiente de trabalho vem se ampliando não por simples modismo, mas pela necessidade de se buscar diferenciais competitivos sustentáveis. Finalmente nos demos conta de que qualquer empresa é feita por pessoas, e de que as pessoas não são máquinas com precisão matemática.

Todos temos particularidades, idéias, emoções e atitudes personalíssimas, que ao mesmo tempo causam e recebem influência de um meio físico, social e cultural. Isso não é novidade, mas a diferença agora é que estamos começando a reconhecer tudo isso. Uma das maiores provas dessa mudança é a chegada da era do conhecimento e, por extensão, da gestão do conhecimento nas empresas.

Quem gera conhecimento é a pessoa, ao atribuir significado às informações que acessa. Por essa razão, gerir conhecimento envolve a gestão de relacionamentos que possam reduzir tempo de aprendizagem a partir do compartilhamento de informações e das práticas conjuntas (em equipe) geradoras de conhecimento.

Esse processo otimiza a produtividade porque potencializa o ganho de expertise dos profissionais da empresa. Para isso é preciso compreender cada vez mais o ser humano e suas relações – intrapessoal, interpessoal e com o meio cultural e físico.

Nesse contexto é preciso que as variáveis sociais, culturais, intrapessoais e ambientais estejam alinhadas, coerentes com as práticas de gestão. Para o colaborador, a percepção de uma eventual incoerência pode até levar tempo, mas em algum momento será identificado quando o discurso é apenas “politicamente correto” e quando corresponde de fato às intenções e as práticas empresariais.

Nesse ponto cabe a seguinte questão: a empresa está disposta a perder talentos devido à práticas incoerentes de gestão?

22
jul
09

World Builder

Pessoal, olha que barato esse vídeo de realidade virtual! Ah se projetar fosse rápido e prático assim…

Notem que o mundo é construído com fim terapêutico. Interessante essa fábula que ilustra a relação entre o ambiente e o comportamento humano. Vale conferir!




Add to Technorati Favorites

perfil

Sou Ana Paula Simões, pesquisadora da relação pessoa-ambiente em diversos contextos de interrelação. Postarei aqui informações, curiosidades, pesquisas e ferramentas interessantes na área. Seja bem-vindo(a)!

twitter anasimoes

Twitter Consvita

  • O Grupo Consvita procura profissional para área Comercial. Se você gosta de desafios, é comunicativo e está em... fb.me/6cVe9elAR 7 months ago

Enquete