04
set
09

experiência e cognição no lugar de trabalho

dissertacaoEsta dissertação busca aprofundar o entendimento da relação homem x ambiente no lugar de trabalho, a partir da abordagem atuacionista da cognição humana, a fim de identificar os elementos que proporcionam bem-estar aos usuários e conferem qualidade ao ambiente de trabalho. A partir do problema que direciona esta investigação – a incorporação do “olhar cognitivo” contribui efetivamente para a compreensão da qualidade do lugar de trabalho? – a pesquisa procura relacionar a cognição e a Avaliação Pós-Ocupação (APO) de ambientes de escritório, através da abordagem da Observação Incorporada – fundamentada no atuacionismo e na objetividade entre parêntesis – onde a experiência vivenciada pelo pesquisador e demais usuários no e sobre o ambiente é instrumento e objeto de pesquisa, tendo como base um conjunto de atributos de desempenho do ambiente construído. Como estudo de caso, foi realizada a APO de uma empresa do ramo de educação executiva, em operação na cidade de São Paulo. Seu objetivo geral é verificar a contribuição da abordagem atuacionista e da Observação Incorporada para o desenvolvimento da APO, com ênfase na identificação dos elementos e dos fatores geradores da qualidade do ambiente de trabalho. Seus objetivos específicos são: (a) identificar, dentre um conjunto pré-determinado de atributos de desempenho presentes nos ambientes de escritórios, quais deles têm influência no comportamento e na cognição de seus usuários e contribuem para seu bem-estar; (b) Aplicar conceitos, métodos e instrumentos que favoreçam a aplicação da Observação Incorporada no estudo das dimensões cognitiva e comportamental na APO de ambientes de escritório; (c) contribuir com considerações sobre a qualidade do lugar e a abordagem cognitiva da APO que possam ser incorporadas ao processo de planejamento de projetos; (d) Fomentar e contribuir com a relação existente entre cognição, comportamento ambiental e a APO do ambiente construído. A pesquisa se justifica por apresentar uma reflexão sobre a necessidade da produção de ambientes mais responsivos às demandas e às expectativas dos usuários, a partir da APO com base nos aspectos cognitivos, enfocando a percepção do indivíduo acerca do lugar de trabalho. Os resultados evidenciam a importância atribuída pelos usuários do ambiente pesquisado à manutenção de um clima interpessoal sadio favorecido por um local de trabalho que facilite a integração e, por outro lado, a insatisfação dos usuários em relação à expressão da diferenciação hierárquica no ambiente de trabalho. Além disso, o estudo evidencia a adequação da abordagem da Observação Incorporada na aplicação dos instrumentos de APO, possibilitando a identificação de dados sobre a qualidade do lugar de trabalho que podem dar subsídios ao programa e ao desenho de escritórios mais responsivos.


0 Responses to “experiência e cognição no lugar de trabalho”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Add to Technorati Favorites

perfil

Sou Ana Paula Simões, pesquisadora da relação pessoa-ambiente em diversos contextos de interrelação. Postarei aqui informações, curiosidades, pesquisas e ferramentas interessantes na área. Seja bem-vindo(a)!

twitter anasimoes

Twitter Consvita

  • Sabemos que a luta não é fácil, os obstáculos não são poucos e o reconhecimento não é garantido, mas isso nos... fb.me/7e5Gb47vA 9 months ago

Enquete


%d blogueiros gostam disto: